Arquivo de 'Artigo'



postado por Gabriela no dia 15.10.2016

Dakota está na capa da revista “The Guardian” do mês de Outubro e, acompanhando o belíssimo photoshoot, temos uma entrevista. Leia a entrevista traduzida na íntegra clicando em “leia mais”.

Dakota Fanning: “Havia a expectative – de falhar, de obter sucesso”.
Quando criança, ela trabalhou com Sean Penn e Tom Cruise – e as pessoas continuavam se perguntando quando ela sairia dos trilhos. “Não vai acontecer”, ela afirma.

Dakota Fanning, que já vem trabalhando há 16 anos e ainda tem apenas 22, lembra de seus aniversários durante a infância não por causa das festas ou dos presentes, mas por causa dos sets dos filmes que ela estava fazendo. Quando completou sete anos, por exemplo, ela estava filmando “I Am Sam”, seu primeiro filme, no qual ela apareceu ao lado de Sean Penn e que sua mãe assegurou ser um “ótimo ator dramático” (“Eu fiquei tipo, OK!”). Aos 10, ela estava em Guerra dos Mundos com Tom Cruise. E, aos 15, ela estrelava seu primeiro papel semi-adulto em “The Runaways”, uma biografia dos anos 1970 sobre a banda com o mesmo nome, e que é memorável para Fanning pois ela se sentiu dentro daqueles anos quando todos perguntavam se ela estava “preocupada em estar se afundando em um espiral?” pergunta para a qual a única resposta possível era “Do que você está falando?”

Estamos em um estúdio em Nova York, onde Fanning está almoçando após o photoshoot. Ela está vestida numa enorme jaqueta bege e está com um cabelo e maquiagem exagerados, então, ela diz enquanto revira os olhos que isso parece como o último vestígio de adolescência, “Eu pareço louca”. De fato, ela finalmente parece com alguém que a idade combina com a vida que ela leva. Fanning mora em um apartamento alugado e estuda na New York University, tirando um tempo dos estudos uma vez ou outra para gravar um novo filme – mais recentemente, uma adaptação do romance de Phillip Roth, American Pastoral, estrelado e dirigido por Ewan McGregor e “Brimstone”, num thriller situado no século 19, estrelando Guy Pearce.
(more…)

categorizado como: Artigo
postado por Gabi Barros no dia 28.02.2015

O site da USMagazine postou um pequeno artigo falando sobre a participação da Dakota no programa “Watch What Happens Live” no último dia 24. Confira abaixo a matéria traduzida pela nossa equipe.

pos

Dakota Fanning continuou sua festa de 21 anos no Watch What Happens Live ao vivo, na terça-feira, dia 24 de fevereiro. Enquanto bebia coquitéis com o apresentador Andy Cohen e sua outra convidada Lisa Rinna, a atriz de Effie Gray falou sobre as irmãs Olsen, e a sua co-estrela em The Runaways, Kristen Stewart.

Um chamador começou a diversão perguntando à estrela infantil se ela preferia ter Mary-Kate ou Ashley Olsen como sua melhor amiga. “Aí é que está”, disse Fanning, “A sua irmã mais nova, Lizzie (Elizabeth Olsen) é quem eu conheço melhor. Nós frequentamos a mesma escola, temos muitos amigos em comum, e fizemos um filme juntas (Very Good Girls)”

“Eu só as conheci algumas vezes”, ela continuou. “Eu não acho que as conheço o bastante para responder essa pergunta.” E sobre quem tem a melhor noção de moda? “As duas!” ela disse. “Ambas são completamente amáveis.”

Fanning jogou “Plead the Fifth” e “Never Have I Ever Whatsoever” no show. Igualmente na pergunta sobre as irmãs Olsen, ela não tinha nada além de coisas legais a dizer sobre sua co-estrela de “Guerra dos Mundos” Tom Cruise. Ela insistiu que o ator nunca fez nada estranho no set.
“Você é tipo uma amiga da vida toda dele”, disse Cohen. Fanning respondeu “Eu realmente sou.”

Tradução e adaptação: Gabriela – Equipe Dakota Fanning Brasil

categorizado como: Artigo, Talk Shows
postado por bells no dia 05.01.2015

Dakota está (junto à sua irmã Elle) na lista das melhores performances de 2014 listada pela W Magazine. Junto dela, há um photoshoot novo para acompanhar a matéria. Confiram:

dakotawmagazinesemfoto-dfbrsemfoto-dfbrsemfoto-dfbr
Photoshoots > 2015 > W Magazine

Dakota Fanning em Night Moves
“Para Night Moves, eu tingi meu cabelo de castanho. Foi um choque. Todos agiram diferente comigo, até minha família. Minha mãe tem olhos e cabelos escuros, então eu nunca me pareci, realmente, com ela. Pela primeira vez, estávamos parecidas. E ela não gostou muito disso. [Risada] No dia depois que o filme terminou, eu voltei a ser loira- e eu mesma.”

Tradução: Isabella – Equipe Dakota Fanning Brasil

categorizado como: Artigo, Photoshoots
postado por Gabi Barros no dia 29.08.2014

dfbr

O site AZCentral postou uma matéria no qual Dakota fala sobre sobre os planos para sua festa de 21 anos, sobre sua vida pessoal e mais. Confira a matéria traduzida logo abaixo:

Dakota Fanning quer ter uma festa de karaokê na comemoração do seu aniversário de 21 anos em fevereiro.
A atriz de 20 anos não vai fazer aniversário nos próximos 4 meses, mas ela já está planejando uma selvagem festa cantante para marcar a ocasião.
Conversando com o E! News, ela disse: “Eu estava pensando sobre isso [meu aniversário]. Eu meio que quero fazer um karaokê, mesmo que eu morra de medo disso. Mas eu acho ter 21 pode ter alguma coisa pra me ajudar.”
A estrela de “ASaga Crepúsculo: Amanhecer” também tem os olhos em ter uma refeição comemorativa no restaurante elegante de Lisa Vamderpump.
Ela explicou: “Eu amo a Lisa. Eu me encontrei com ela na verdade. Eu comemorei meu aniversario de 16 anos em seu restaurante antes do “Real Housewives of Beverly Hills” ser uma coisa. Eu vi essa mulher fabulosa com este cão bonito e depois descobri que ela era Lisa Vanderpump.”
Enquanto isso, Dakota – a irmã mais velha de Elle Fanning – considera obscuro que tantas pessoas estejam interessadas em sua vida com o namorado Jamie Strachan, que é 13 anos mais velho que ela.
Ela disse: “Eu apenas tento viver da única maneira que sei. Acabei de fazer minhas coisas. O meu trabalho é estar em filmes e então eu tenho uma vida pessoal plena realmente maravilhosa e é pessoal pra mim. Estou tão assustada que alguém iria querer saber sobre mim. Eu não quero saber sobre a vida de ninguém. Eu não sei o que alguém quer saber sobre a minha. Você não me conhece ou quem realmente está em minha vida, então eu não sei porquê é tão interessante.”

Tradução: Gabriela Barros – Equipe Dakota Fanning Brasil | Fonte

categorizado como: Artigo
postado por Gabi Barros no dia 29.08.2014

post3

Como parte da divulgação de “The Last of Robin Hood”, Dakota concedeu uma entrevista ao site Metro US. Na entrevista, ela fala um pouco sobre a responsabilidade de interpretar Beverly Aadland e mais. Confira a matéria traduzida:

Como muitos esses dias, Dakota Fanning não tinha Idea sobre a história em seu novo filme “The Last of Robin Hood”: essa estrela de Hollywood notoriamente perdida Errol Flynn (interpretado por Kevin Kline) deixou este mundo namorando a adolescente menor de idade Beverly Aaland (interpretada por Fanning). É um papel que ela amou fazer, mesmo que agora, aos 20 anos, ela está bastante cheia de interpretar alguém abaixo de sua idade.

Fazendo pesquisas para a real Aadland: “Eu realmente não fiz muita pesquisa. [risos]. Eu procurei certas coisas, como a forma que ela olhava, como ela usava o cabelo e a maquiagem que usava. Há um artigo de sua perspectiva, mas há um monte de coisas que são do ponto de vista de outras pessoas. Eu queria ter meu próprio ponto de vista do que aconteceu ao invés de ler o livro da Florence [da mãe] . Kevin fez um monte [de pesquisa], então podia perguntar qualquer coisa a ele.”

A responsabilidade que vem com a interpretação de uma pessoa real: “Você sente uma responsabilidade, mas você também quer deixar isso de lado, até certo ponto. É, em última análise um filme e ele nunca vai ser exatamente do jeito que era. Você está, de certa forma, criando seu próprio personagem.”

O que a atraiu para o papel como personagem: “Apesar de todos os detalhes surreais e diversos da história, ela era apenas uma menina. Ela tinha 15 anos – ela não estava nem começando sua vida. Ela foi pega no meio desse turbilhão e ela era ingênua. Você a vê encontrar seu caminho e amadurecer e ser feliz e forte – e você também a ver se perder. Ela não tinha ninguém com quem contar com depois da morte de Errol. Foi interessante interpretar alguém que passou pelo circulo completo e volta novamente.

Tradução: Gabriela Barros – Equipe Dakota Fanning Brasil | Fonte

categorizado como: Artigo, Filmes, The Last of Robin Hood
postado por Gabi Barros no dia 27.08.2014

1~15

Nossa equipe traduziu a matéria da Dakota na revista Lucky Magazine da qual ela foi capa há um tempo atrás! Confira a matéria onde ela fala sobre seus novos filmes, sua carreira, Game of Thrones e seu namorado, completamente traduzida logo abaixo:

Dakota Fanning está em guerra com suas botas pretas com fivelas de cinta no tornozelo da Balenciaga. “Oh Deus”, diz ela, apontando para os band-aids que combrem os sinais indicadores de abuso. “Eles mataram meus pés ontem. Com calças justas ou meias fica bem, mas ontem à noite estava tão quente que eu tirei as meias. Quando se vive em Nova York, você tem que usar sapatos confortáveis – eu sou terrível nisso – ou você não vai sobreviver.” Ainda assim, sua solução (usando fitas adesivas projetadas para se parecer com chapas de bacon) quase vale a pena. É uma declaração de estilo peculiar, perfeitamente adequado para um estudante da Universidade de Nova York (que ela é) com 20 anos de idade, se não necessariamente uma aclamada atriz de Hollywood que poderia ter uma comissão do Alexander Wang para fazer curativos personalizados se ela quisesse.
(more…)

categorizado como: Artigo
postado por Gabi Barros no dia 26.08.2014

dakotinha

Durante a divulgação de “The Last of Robin Hood”, Dakota foi entrevistada pelo site amNY.com. Confira logo abaixo a matéria traduzida pela nossa equipe.

Dakota Fanning na mira em “The Last Of Robin Hood”

Dakota Fanning ajuda a trazer para a grande tela um escândalo de Hollywood no novo filme “The Last of Robin Hood”, estrelado ao lado de Kevin Kline como a namorada de 17 anos do espadachim de Errol Flynn. amNY falou com a atriz de 20 anos sobre o filme, que estreia na sexta-feira.

Como alguém que já está no showbiz desde muito nova, você sentiu algum parentesco com Aaland?
D: É tão estranho porque quando eu estava fazendo [o filme] eu realmente não me conectei a ela dessa maneira. Talvez porque eu sinta que nossas experiências são tão diferentes porque ela não tem um desejo real de estar onde ela está. Não é importante pra ela de forma alguma. E para mim, é muito importante e sempre foi. Então eu não senti tão conectada a ela.

Então com o quê você se conectaria?
D: Eu fui mais atraída por ela como ser humano, uma mulher, alguém que entra numa situação e começa a aproveitá-la e a ter esse relacionamento e ser muito feliz e meio que descobrindo quem ela é durante esse relacionamento.

Esse tipo de história sencionalista parece bem contemporânea apesar de se passar nos anos 50.
D: A imprensa nessa ocasião, ainda havia um mistério sobre as estrelas de cinema e como os filmes eram feitos e a informação que as pessoas tinham era o material fabricado e colocado lá fora… É um nível tão diferente agora. A maiora dos filmes misteriosos se foram.

Tradução: Gabriela Barros – Equipe Dakota Fanning Brasil | Fonte

categorizado como: Artigo
postado por Gabi Barros no dia 06.06.2014

O site brasileiro Ofuxico postou uma matéria sobre a Dakota. Confiram abaixo:
post
Dakota Fanning não sente que é ela mesma, quando faz filmes em que é o mesmo personagem durante muito tempo. A estrela insiste que acha difícil manter a sua própria identidade quando está atuando, pois acha que começa a pensar como seu alter-ego.

“Nesse filme (Night Moves), por exemplo, não lavávamos nossos cabelos porque os personagens não lavavam, então ele ficava todo bagunçado. De certa forma, você está ali sendo outra pessoa, pensando como outra pessoa. Lá pela metade do filme, eu nem me sentia como eu mesma, porque minha rotina não era mais minha, era a do personagem”, disse no programa americano The View.

A bela chegará às telas dos cinemas esse ano no filme Franny, que está no estágio de pós-produção. Franny conta também com Richard Gere no papel de protagonista, um filantropo que se envolve com casais de recém-casados para tentar reviver o seu próprio passado. Fanning e o britânico Theo James, de Divergente, farão o papel do casal Olivia e James.

postado por Gabi Barros no dia 30.05.2014

post

Depois de muito tempo participando de filmes independentes, Dakota decidiu participar de projetos maiores. Recentemente, Dakota foi escalada para a adaptação do best-seller “Brain On Fire: My Month of Madness” (na tradução literal “Cérebro em chamas: meu mês de loucura”). Confira agora a matéria postada pelo deadline e traduzida pela nossa equipe.

A produtora de Charlize Theron, Denver and Delilha adquiriu os direitos do best-seller de Susannah Cahalan, Brain On Fire: My Month of Madness, uma história que segue uma jovem aterrorizada chegando na insanidade. Dakota Fanning está escalada para estrelar como Cahalan. Theron irá produzir com seus parceiros da D&D, Beth Kono e AJ Dix.

A companhia acaba de lançar Dark Places, uma adaptação do livro da autora de Gone Girl, Gillian Flynn. Theron estrela no filme, mas em Brain on Fire é um exemplo da companhia de produção de reforçar seus candidatos, Theron e Fanning tem uma conexão: por muitos anos, ambas foram gerenciaras por J.J. Harris.

Fanning será vista agora em Night Moves, da Cinedigm, e neste outono sera vista em The Last of Robin Hood e Franny. Ela está filmando no projeto intitulado de Gerardo Naranjo em um cenário de punk em 1980.

Não temos informações sobre quando as filmagens terão início, assim que saírem mais informações, postaremos aqui para vocês.

Tradução: Isabella – Equipe Dakota Fanning Brasil | Fonte

categorizado como: Artigo, Brain on Fire, Filmes
postado por Gabi Barros no dia 09.04.2014

post6

O site Variety publicou uma matéria falando sobre a distribuição de “The Last of Robin Hood” nos Estados Unidos. Confira a matéria traduzida logo abaixo.

“Samuel Goldwyn Films” adquiriu os direitos norte-americanos de “The Last of Robin Hood”, estrelado por Kevin Kline, Dakota Fanning e Susan Sarandon, para um lançamento no outono*.

“Robin Hood” é uma apresentação Films Lifetime em associação com Killer Films e Big Indie Pictures. Os produtores são Declan Baldwin, Maggie Malina, Pamela Koffler e Christine Vachon.
Richard Glatzer e Wash Westmoreland co-dirigiu “Robin Hood” de seu roteiro, centrando-se em anos finais de Flynn e seu romance de oito meses (maio – dezembro) com Beverly Aadland e o papel de sua mãe em incentivar o relacionamento.
Flynn morreu de um ataque cardíaco aos 50 anos em 1959, em Vancouver. Aadland tinha 17 anos na época.
Os produtores executivos incluem Todd Haynes, Rob Sharenow, Tanya Lopez, Molly Thompson, Colleen McCormick e Lisa Hamilton Daly.

O acordo foi negociado por Ian Puente da “Samuel Goldwyn Films”, Molly Thompson da “Films Lifetime / A + E Studios” e John Sloss da “Cinetic Media” em nome dos cineastas.

*O outono dos EUA acontece entre setembro e dezembro.

Tradução: Gabriela Barros – Equipe Dakota Fanning Brasil

categorizado como: Artigo, Filmes, The Last of Robin Hood